BTB Intercâmbios 

O Natal Pelo Mundo

17.12.2018

Dezembro chegou e com ele o clima de Natal. Apesar de não comemorarmos o Halloween no Brasil, basta passar o feriado de finados (2 de Novembro) para começarmos a pensar no Natal. As casas são enfeitadas com luzes e as mais variada decorações, árvores de diferentes tamanhos vão sendo montadas, e a figura do “bom velhinho” Papai Noel vai surgindo nas lojas.

Mas, nem só de marketing, publicidade e vendas vive o Natal. O nosso jeito de comemorar o fim de ano sofreu muita influência dos Estados Unidos. Atividades como, montar a árvore e o presépio, ir às  compras, comemorações escolares, jogar na loteria de fim de ano, canções natalinas, o Dia de Reis, almoços e jantares da empresa, 13o salário, reuniões familiares, cesta de Natal, comer uvas entre outros costumes são nossos.

A festa Natalina é bem diferente, ela se adaptou de acordo com cada região do mundo. A mistura de religião com o paganismo foi fazendo com que cada país trouxesse suas tradições, sabores e cores para o fim de ano.

A Origem do Natal


Antes de saber como é o Natal ao redor do planeta, precisamos saber a origem dessa festa tão popular. Fim de ano é sinônimo de duas festas Natal e Ano Novo, que quando não são comemoradas por alguém, até achamos estranho.

Você pode até achar que sabe a origem dessa festa tão importante na nossa, afinal comemoramos o nascimento do menino Jesus. Mas, precisamos ir um pouco mais afundo, afinal, depois de tantos anos sua origem se perdeu um pouco na antiguidade.

Se formos mais a fundo, podemos ver que desde o Império Romano o Natal é comemorado e foi lá que a festa foi incorporada ao mês de Dezembro, até porque, em toda bíblia não se tem citações do nascimento de Jesus. Pesquisadores deduzem que Jesus tenha nascido por meados de Agosto, devido ao clima que é descrito.

O solstício de inverno que ocorre entre 21 e 22 de Dezembro (no Hemisfério Norte) é a noite mais longa do ano, logo após essa data os dias começam a “crescer” novamente, é como uma vitória simbólica do Sol contra a escuridão da noite. Já o dia 25 de Dezembro foi escolhido pelo imperador Constantino (272 d.C. a 337 d.C.), porque nesse dia era celebrada a grande festa solar em Roma.

O Natal Pelo Mundo


Sabendo da mistura pagã e cristã do Natal, podemos contar melhor como alguns países - afinal são tantos que não caberiam em apenas um post - comemoram seu fim de ano.



Austrália


A Austrália estando no hemisfério sul compartilha de um clima muito parecido com o brasileiro, neve em Dezembro por lá nem pensar. As família se reúnem nas praias para comemorar, e uma tradição - reservada aos moradores e visitantes de Sydney - é, assistir a queima de fogos na baía de Sydney. Os presentes são “trazidos pelo Papai Noel” como é comum na cultura ocidental , a grande diferença é que no lugar de renas o trenó é puxado pelos Six White Boomers (Os Seis Cangurus Brancos).

Praia na Austrália e o famoso boneco de ne... areia

Espanha

Já na Espanha, o Natal começa de verdade no dia 22 de Dezembro, que é o dia que o sorteio é realizado o sorteio da Loteria de Natal. Esse sorteio é tão importante no país que acabou tomando proporções enormes na Europa. La Nochebuena (24/12) é muito família, tanto que o comércio não abre, bares ou restaurantes que aqui no Brasil é normal acontecer nem pensar. O cardápio nessa noite é bem variado no país.


A Espanha é uma país muito católico, os fiéis mais praticantes vão a igreja para a tradicional Missa do Galo. A religião é tão seria que o Papai Noel não é a estrela da noite, mas sim, os 3 reis magos. E, se você é do tipo de pessoa que espera ansiosa pelos presentes de Natal, bom, é melhor controlar melhor sua ansiedade, na Espanha os presentes são repartidos apenas no dia 6 de Janeiro.

Decoração de Natal nas ruas da Espanha

Egito


Chegando a um país do continente africano, com uma das historias mais ricas da humanidade, afinal, é a pátria de um dos povos mais importantes do mundo antigo, o Egito. A Igreja Copta Ortodoxa, reúne seus fiéis na noite de 24 de Dezembro, todos muito elegantes para o evento. A celebração se encerra a Meia Noite do dia 25, assim o povo retorna às suas casa para celebrar comendo a famosa fata - que consiste em um ensopado com pão, arroz, alho e carne fervida.

Cerimônia na Igreja Copta Ortodoxa - Egito

Suécia


A Suécia é considerada o país com um dos Natais mais tradicionais atualmente, por um simples motivo, NEVE! Por lá, o costume é, no dia 25 de Dezembro plantar uma semente de cevada. Quando esta semente germinar, é sinônimo de boas colheitas, ou seja, tempos bons. Mas, germinar uma semente em um dos países mais frios do mundo não é nada fácil.

Uma curiosidade que pode trazer alegria para uns e tristeza a outros é que, na Suécia não tem amigo secreto! Por lá eles preferem esperar que os presentes sejam trazidos pelos Papais Noéis. Espera, Papais Noéis? No plural? Sim! Além de existir a lenda do Papai Noel como conhecemos, existe também a do pequeno gnomo natalino, conhecido como Tomte. O pequeno Noel é guardião das fazendas e jardins na mitologia nórdica. Alguns suecos dizem que ele também entrega presentes. Com o dobro de presentes amigo secreto não é necessário mesmo! 

A Capital Suéca Estocolmo pronta para o Natal - Suécia

China


Vamos pegar nosso avião natalino e pousar na China. No segundo maior país do continente asiático o Natal é algo relativamente novo. Algumas pessoas montam árvores (pinheiros) artificiais em suas casa, decorando com, enfeites feitos a mão, flores e pequenas lanternas. O Papai Noel por lá tem o nome de Dun Che Lao Ren (homem velho do Natal).

Mas, a pergunta que fica é... Porque do Natal estar ganhando mais reconhecimento na China? Uma festa de origem cristã não deveria surtir tanto efeito em um país de maioria budista. A resposta está na geopolítica e na globalização.

Com o mundo globalizado e a China deixando de ser um país comunista a partir dos anos 70, as influências do “mundo exterior” foram chegando para a população, e, não foi diferente com o Natal. Sendo, bonito e chamativo, as crianças ficaram maravilhadas, então algumas famílias celebram para agradar seus pequenos.

A Capital Chinesa com uma decoração "simples" para o Natal - Pequim - China

Estados Unidos

Voltando ao ocidente, vamos direto ao país que popularizou o Natal e o Bom Velhinho como conhecemos atualmente, os Estados Unidos. Se você já viu algum vídeo das ruas da cidade de Nova Iorque por exemplo pode ter noção de como o final de ano é no país: iluminado e cheio de neve - é claro que existem suas exceções em um país tão grande -. Como estamos acostumados a ver nos filmes, os presentes são abertos na manhã do dia 25 de Dezembro, como se o bom velhinho tivesse vindo a noite entregar os pacotes e ainda comer uns biscoitos com leite. Os americanos reúnem a família no almoço do dia 25 para comer o tradicional peru.
  

Rockefeller Center - Nova Iorque - EUA

França


Para quem gosta de presentes é hora de começar a falar francês! Na França, tanto Natal quanto Ano Novo são comemorados do mesmo jeito, incluindo a troca de presentes. Existe, também, uma tradição de queimar uma tora de madeira na noite de Natal até a virada do ano (25 até 31), com o objetivo de garantir uma boa colheita no próximo ano. Já na capital, Paris, o símbolo da cidade, a Torre Eiffel, é iluminada com as cores do Natal.

A França é muito conhecida por sua culinário e no Natal ela não fica de fora, a ceia é preparada com requinte e vem recheada de delícias como patê de fígado de ganso, boudin blanc - que é uma espécie de linguiça - e peru assado.

A Torre Eiffel pronta para o Natal - Paris - França

Canadá


Assim como nos Estados Unidos, as ruas canadenses ficam extremamente enfeitadas na época de Natal. Sempre muito iluminadas, trazem o clima natalino com intensidade para o país. No centro de Toronto, por exemplo, até os prédios são decorados. Mas, a atenção fica para a cidade de Ottawa, onde está localizado o parlamento canadense, que dá um show de projeção natalina.

Além das ruas enfeitadas pelas prefeituras das respectivas cidades, os moradores não fazem nem um pouco feio quando se fala em decoração natalina. As ruas residenciais ficam lindas, as vezes chega ao ponto de exagero com uma grande quantidade de luzes, bonecos, presépios e muito mais.

Parlamento Canadense - Ottawa - Canadá

Irlanda


Por ser um país muito católico, a Irlanda tem no Natal umas das celebrações mais importantes do ano. O clima gelado do inverno traz ainda mais a vontade de ficar em casa com a família. O Papai Noel sempre passa aqui no nosso Brasil primeiro, porque na meia noite do dia 25 já estamos abrindo nossos presentes, na Irlanda ele demora um pouco mais a passar, por lá os presentes são abertos na manhã do dia 25 - assim como nos EUA.

O hábito de ir a missa na noite natalina não passa despercebido na Irlanda, a Midnight Mass (Missa da meia-noite), é uma das mais frequentadas do país. É um momento espiritual muito importante que reúne a comunidade, fortalecendo os sentimentos de compaixão e proximidade com a família.

Uma das ruas irlandesas com a frase Christmas, happy, to you em Gaélico - Dublin - Irlanda

Japão


Voltando ao oriente, chegamos ao Japão. O mesmo pensamento da China é válido para a Terra do Sol Nascente, um país de maioria budista ou xintoístas não se comemora uma data cristã. Mas, existe uma diferença enorme entre esses países orientais, e ela entra novamente na geopolítica. 

Diferentemente da China, o Japão se tornou capitalista ainda no século XIX, isso faz com que, a época de Natal por lá seja de muitas compras! As tradições cristãs não são seguidas, mas, os presentes são comprados e tem até Papai Noel! ele surgiu por volta de 1904 para a alegria das crianças.

Na década de 80 uma campanha de Marketing japonesa fez com que o Natal fosse muito associado ao amor, não o familiar, mas sim o amor entre casais, fazendo com que a data virasse um “Dia dos Namorados Fora de Época”. Ainda sim o povo japonês não faz feio na hora decorar as ruas, deixando muito bem iluminadas e exuberantes no fim de ano.  

O bairro de Roppongi - Tóquio - Japão

Inglaterra


Vamos correr para pegar nosso voo e voltar ao ocidente, e finalizar com chave de ouro. É hora de saber como a pátria mãe da língua inglesa se comemora esta data tão importante que é o Natal. Na Terra da Rainha, assim como, a maioria dos países que falam o inglês, o Natal é comemorado na manhã do dia 25 de Dezembro (por lá o Papai Noel se atrasa também).

É muito comum as crianças deixarem meias e guloseimas para o bom velhinho na véspera de Natal, afinal, não queremos que ele sinta frio e muito menos fome não é mesmo? Também na véspera os ingleses, assim como os irlandeses, têm o costume de ir a missa para renovar sua fé. E como dissemos, no dia 25, o Natal acontece, as crianças abrem seus presentes, a ceia é servida com um cardápio bem variado, e a família é toda reunida para curtir a magia.

Um dos maiores icones da cidade o London Eye pronto para o Natal - Londres - Inglaterra

Conclusão



Falamos de várias tradições natalinas, mas, não chegamos nem perto de viajar o mundo. São tantos países, tradições, crenças que em apenas um artigo não caberia. Independente do que se acredita, seja em religião ou em dinheiro, o Natal é uma festa que une. Une a família que muitas vezes não se vê a muito tempo, une os amigos, e além de unir, traz paz, amor, preenche o coração das pessoas de bondade.

Traz para o povo o que deveria se ter o ano todo, humanidade, a vontade de ajudar o próximo, afinal, somos todos humanos.

Começou Dezembro! O clima de Natal está ai, então monte sua árvore, organize seu amigo secreto, compre os presentes, vá a igreja! Independente do que fizer, curta esse clima que só esta época trás.


  • Tags:
  • roma
  • estados unidos
  • canadá
  • alemanha
  • filipinas
  • suecia
  • egito
  • china
  • japao
  • irlanda
  • austrália
  • espanha
  • frança
  • inglaterra

#EuSouBTB

#
#
#
#